Cinco perguntas para Luisa Puterman

Por Alex Kidd

P-20150730-00349_News

Fã de Brian Eno e John Cage, os sets de Luisa Puterman são sempre imprevisíveis e mesclam uma gama de sons captados pela artista. “Nunca tive nenhum tipo de limite estético. Meu lance sempre foi estar junto e tocar”, afirma. A paulista conta que aprimorou suas habilidades ao vivo na temporada que passou na edição 2015 do Red Bull Music Academy em Paris. “Foi lá que fiz meu primeiro live electronic sozinha”, conta. No próximo sábado (4), ela se apresentará às 23h no Dekmantel, conceituado festival holandês que acontece neste fim de semana em São Paulo. O blog fez cinco perguntas para Puterman.

UM som memorável em uma canção

Clavinete em “Superstition”, de Stevie Wonder

DUAS coisas para fazer num dia ensolarado

Nadar e tomar sorvete

Minhas música em TRÊS palavras

Branco, som e mar

QUATRO shows inesquecíveis

Tiken Jah Fakoly – Sesc Pompeia
Keith Jarret – Sala São Paulo
Pauline Oliveros – National Sawdust
Thomas Akersmit – Festival Novas Frequências 2015

CINCO discos que todo mundo deveria ouvir

The-World-Of-Miriam-Makeba-cover

1. Makeba – Miriam Makeba (1963)

Album_Cymande_cover

2. “Cymande” – Cymande (1972)

290869006f299fc5b98afe18b6b161b8

3. “Music for 18 Musicians” –  Steve Reich (1978)

capa-420x420

4. “Coisas da Minha Terra” – Codó (1978)

3520695
5.  “Space is Only Noise” – Nicolas Jaar (2011)

SERVIÇO

LUISA PUTERMAN NO DEKMANTEL
QUANDO
4 de fevereiro (sábado), às 23h
ONDE  Fabriketa – R. do Bucolismo, 81 – Brás, São Paulo
QUANTO R$ 90

DEKMANTEL SÃO PAULO 2017
QUANDO
4 e 5 de fevereiro (sábado e domingo), às 13h
ONDE Jockey Club de São Paulo – Av. Lineu de Paula Machado, 1263
QUANTO Para os dois dias: R$ 500, R$ 250 (meia)