DJ francês David Guetta toca no Brasil pela 9ª vez

Por Alex Kidd
guetta
David Guetta se apresenta no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo, em 2015 (Foto: Flavio Florido – 17.jan.2015/UOL)

David Guetta ama o Brasil. “Meu empresário já disse que preciso visitar outros países, mas eu amo as pessoas e o nível de insanidade das festas que rolam por aí”, afirma o francês em entrevista à Folha.

O DJ e produtor popstar trará sua famosa combinação de dance music com injeções de música pop na sexta (15) e no sábado (16), quando se apresentará em São Paulo e no Rio, respectivamente. Será a nona vez do francês no país em pouco mais de seis anos.

A nova turnê promove “Listen”, seu último álbum de estúdio, lançado em 2014, recheado de participações estreladas, incluindo as cantoras Sia e Nicki Minaj, além do cantor de soul John Legend.

“Gosto de trabalhar com artistas diferentes para sair da minha zona de conforto. Na canção ‘Bang My Head’, costurei meu estilo eletrônico com o indie pop da Sia e as rimas do rapper Fetty W, e o resultado ficou demais”, afirma ele com empolgação.

Criar hits dançantes para cantar junto na balada virou a marca registrada de Guetta e o consolidou como fenômeno pop: o produtor já vendeu mais de 6 milhões de discos, e seus vídeos contabilizam mais de um 1 bilhão de visualizações no YouTube. Em 2015, ele foi eleito pela revista “Billboard” o melhor artista de música eletrônica do ano.

A fama deu combustível para seus detratores. Em 2012, o também produtor de dance music Deadmau5, famoso por usar uma máscara de LED no formato de Mickey Mouse, acusou Guetta de ser “um aproveitador que ganha milhões de dólares apenas para apertar botões”.

O DJ francês contra-ataca: “Acho que muitas pessoas não compreendem o que é ser um DJ. A primeira coisa é que existe uma grande diferença entre um DJ que trabalha em uma casa noturna e um DJ que está tocando em grandes festivais”, argumenta ele.

“Enquanto o primeiro constrói sua reputação tentando tocar a melhor música possível para educar as pessoas, o outro fica famoso por causa das canções que ele está criando como um artista”.

david-guetta-650-430-c
Guetta posa no estúdio em foto de divulgação do seu último disco, “Listen”.

Guetta, 48, tem propriedade no assunto. Suas raízes estão no underground: ele descobriu a house music no final da década de 1980, quando ouviu uma faixa do lendário produtor Farley “Jackmaster” Funk em uma rádio francesa.

No começo dos anos 1990, foi DJ residente de clássicos clubes parisienses, como o La Centrale e o Folies Pigalle.

Mas se antes ele tocava em inferninhos, hoje David pensa de outra forma. “A maior parte do trabalho de um DJ não está no palco, mas no estúdio. O equívoco vem daí, porque mixar músicas ao vivo não é difícil, qualquer um pode fazer isto. O que torna as coisas especiais é a forma única como você prepara seu set e o apresenta ao público.”

AS FAVORITAS

O DJ listou para o 120 BPM suas cinco canções prediletas

1. “Around The World”  (Daft Punk)

2. “The Man With The Red Face” (Laurent Garnier)

3. “Night Of The Jaguar” (Rolando)

4.  “French Kiss” (Lil Louis)

5. “ I Can’t Get No Sleep” (Masters At Work)


SERVIÇO

DAVID GUETTA
QUANDO sex. (15), às 22h (SP) e sáb. (16), às 20h (Rio)
ONDE Pavilhão Anhembi, av. Olavo Fontoura, 1.209, SP, tel. (11) 2226-0500; Riocentro, av. Salvador Allende, 6.555, Rio, tel. (21) 2441-9100
QUANTO de R$ 120 (meia) a R$ 260 (inteira)
CLASSIFICAÇÃO 18 anos